Cores do Japão – "Benibana" ou flor vermelha


Flores secas: na primeira imagem vemos a planta benibana, que significa flor (花 – bana ou hana) vermelha (紅 – beni), em japonês. É conhecida como cártamo, em português. Foto de autoria de Gil Gosch. Cor da benibana: na segunda foto vemos um detalhe de tecido feito com fios carmesim tingidos com benibana. Foto reproduzida do site The Benibana Museum.




Você conhece a flor do cártamo? Eu nunca tinha ouvido falar. Fui conhecê-la no Japão com o nome de benibana e para minha surpresa ela é a protagonista de uma das mais tradicionais e raras formas de tingimento natural japonês.


Minha primeira experiência com o tingimento natural no Japão foi na província de Yamagata e coincide com a primeira vez que vi a cor da benibana. Posso dizer que foi no mínimo surpreendente, e nada planejado. Às vezes nem eu acredito, e toda a história parece mesmo um sonho. Vamos a ela.




Yamagata significa forma de montanha


Chôkaisan: a montanha dos pássaros do mar, vista desde os campos de arroz nos altos do templo Shurinji, da tradição Zen Budista.



Quando Yamagata entrou no roteiro da nossa viagem para o Japão eu não imaginava que ali seria meu primeiro contato com o tingimento natural japonês. Nosso destino era Amarume, vilarejo perto da cidade de Tsuruoka. Faríamos uma visita ao nosso mestre zen, Dosho Saikawa Roshi, no templo Gyokurinji, sua residência, para alguns dias de práticas zen budistas. E o inimaginável, aconteceu. Além de sermos recebidos de forma incrivelmente cuidadosa e afetuosa por ele e por Soen-san, sua delicada esposa, conhecemos Yamagata através dos olhos de ambos. Ouso dizer que não há privilégio maior.

Primeira foto: Templo Gyokurinji em Amarume, Yamagata. Segunda foto: Jii-sugi, o "Cedro avô", tem cerca de 1.400 anos e 10 metros de circunferência. Ele está localizado numa floresta de cedros próximo à Pagoda Gojû-tô na base do monte Haguro.



Yamagata significa forma de montanha (山 – yama: montanha; 形 – gata: forma) e foi o próprio Saikawa Roshi quem nos contou a respeito. É uma província na região de Tohoku, ao norte do Japão, com muitos campos de arroz cercados de montanhas de um lado e o mar do Japão de outro. A beleza das montanhas superou e muito meu olhar imaginário. Imaginação fundada pelos haikais de Bashô, no livro Trilha estreita ao confim que descreve sua viagem a esta região.