Receita de sabão líquido feito em casa – Para cuidar de nossos rios



Você deve estar se perguntado porque em um blog sobre Tingimento Natural estou publicando uma receita de sabão líquido caseiro. A resposta é simples: a primeira etapa de qualquer processo de tingimento natural bem sucedido é a limpeza dos tecidos e fibras. Esta limpeza deve ser feita de modo adequado e com um sabão neutro que não agrida as fibras que serão tingidas. Por isso nos meus tingimentos, escolhi usar esse sabão líquido natural feito em casa, à base de sabão de coco. Aliás, uso este sabão líquido para tudo – lavar louça, roupa e limpar a casa. Aprendi esta receita com a Flávia Aranha. Gostei tanto que replico aqui no blog para compartilhar, não só o cuidado com os tecidos que iremos tingir, mas principalmente o cuidado com os nossos rios. E quando cuidamos do meio-ambiente estamos também cuidando da nossa casa, das outras pessoas e de nós mesmos.




Porque fazer nosso próprio sabão líquido natural?


A formação de espumas, que ocorre frequentemente no Rio Tietê ao longo das cidades de Santana de Parnaíba, Salto e Pirapora do Bom Jesus. Foto de Rafael Pacheco/Fotos Públicas



O que você sente quando vê esta imagem? Dá um arrepio, não é mesmo. Foi o que senti quando presenciei uma cena parecida com esta, ao passar por uma ponte sobre um córrego no centro de Embu das Artes. Desde então, adotei o sabão de coco para limpar absolutamente tudo em minha casa.


Os detergentes e produtos de limpeza são os grandes vilões da espuma. Eles não são biodegradáveis e quando chegam através do esgoto em nossos rios, ficam inalterados criando essa espuma horripilante que causa muitos danos para o ambiente e para as pessoas. Esses danos são potencializados pela reação química resultante da soma dos inúmeros produtos de limpeza que usamos em nossas casas: sabão em pó, amaciante, desinfetante, detergente, limpa-vidros, água sanitária, amoníaco, tira-mofo, e mais uma infinidade de nomes exibidos nas prateleiras dos supermercados.


O sabão de coco em barra, por utilizar componentes mais naturais, pode ser considerado biodegradável. Ao entrar em contato com os microorganismos da água este sofre decomposição. Por isso o sabão de coco é o ingrediente principal da nossa receita.


Com esse simples gesto – trocar produtos de limpeza industrializados por sabão de coco, vinagre e bicarbonato de sódio – estamos contribuindo para a construção de um mundo mais respeitoso. Começando pelo respeito à nossa própria saúde. Respeito que se estende para nossa casa, família, rios, ambiente e principalmente para todas as pessoas.




Receita do sabão líquido natural à base de sabão de coco


Esta receita é bem simples e o resultado é muito eficiente. Além do sabão de coco, leva bicarbonato de sódio e álcool que potencializam seu poder de limpeza. É ótimo desengordurante, limpa muito bem os vidros, desinfeta banheiros e pisos, lava a roupa, além, é claro, de limpar os tecidos e fibras para o tingimento.


Ingredientes e materiais



  • 3 litros de água

  • 1 barra de 200 g de sabão do coco Nota: Deve ser de boa qualidade. Sugiro as marcas UFE ou Positiv.a

  • 50 ml de álcool 70° Nota: se não for possível usar álcool 70°, substitua pelo álcool 46°

  • 10 g de bicarbonato de sódio

  • 20 a 30 gotas de óleo essencial (opcional)

  • 1 ou 2 limões espremidos (opcional)

  • Panela grande

  • Ralador

  • Copo medidor

  • Colher de pau

  • Balança


Modo de fazer


  1. Rale a barra de sabão de coco ou a corte em pedaços bem pequenos;

  2. Em uma panela, ferva a água; CUIDADO: A panela deve comportar uma quantidade de água que seja no mínimo o dobro da quantidade de água utilizada na receita! O álcool e o bicarbonato de sódio fervem quando adicionados à receita!

  3. Adicione o sabão de coco ralado, mexendo até dissolver por completo;

  4. Abaixe o fogo;

  5. Adicione com muito cuidado o álcool, misturando bem; CUIDADO: Nesta hora a mistura vai espumar e se estiver em uma panela pequena vai transbordar! Muito cuidado ao manusear o álcool perto de fontes de calor, evitando queimaduras graves!

  6. Em seguida, adicione cuidadosamente o bicarbonato de sódio e misture bem. CUIDADO: Também aqui a mistura vai espumar ainda mais! Repito: se a mesma estiver em uma panela pequena, vai transbordar!

  7. Ferva por mais 1 ou 2 minutos;

  8. Desligue o fogo e deixe amornar;

  9. Conforme sua opção e gosto, adicione as gotas de óleo essencial ou os limões espremidos e misture bem (opcional);

  10. Acondicione em vasilhames fechados.


🙂 Dicas


• Esta receita rende 3 litros de detergente.

• A textura desse sabão natural é bem líquida mesmo. Isto porque não tem nenhum aditivo quimíco para deixá-lo viscoso como os detergentes e produtos industriais que conhecemos.

• O nosso sabão líquido fica com uma cor turva como o da foto lá em cima, quando pronto. Depois de alguns dias é normal ocorrer decantação e o líquido ficar transparente. Por isso agite moderadamente antes de usar.

• Para usar nosso sabão líquido como limpador multiuso é só acondicioná-lo em um borrifador (embalagem com válvula spray). Desse modo funciona muito bem também para lavar a louça.

• Para lavar roupa, uso de 100 a 200 ml para cada lavagem na máquina, dependendo da sujeira das peças. Esta quantidade é bem pessoal e sugiro que você teste para definir a melhor quantidade para seu uso.


Duas dicas da Cristal Muniz do blog Uma Vida Sem Lixo:

"Leia a composição do sabão para saber se ele é verdadeiramente de coco. Precisa ter pelo menos algum desses ingredientes: óleo de coco, óleo saponificado de coco, óleo de babaçu. A maioria dos sabões “de coco” não é de coco, e sim de sebo animal. Leia a composição sempre!"

"Se ele ficou duro ou gelatinoso, pode ser porque você usou um sabão que não era puro de coco. Isso acontece com o sabão de óleo reutilizado, por exemplo. Ele funciona igual, você pode usar água morna para dissolver um pouco mais na hora de usar."



😲🖐️🤕 Cuidados


• Tenha muito cuidado ao manusear a panela quente e principalmente ao lidar com álcool perto do fogão, evitando queimaduras.

• A panela deve comportar uma quantidade de água que seja no mínimo o dobro da quantidade de água utilizada na receita. O líquido fervente sobe e espuma ao adicionar o álcool e o bicarbonato de sódio.

• Guarde o sabão líquido em local seguro para crianças e animais domésticos.



🌻 O perfume dos óleos essenciais


Os óleos essenciais trazem os efeitos terapêuticos da Aromaterapia para você e sua casa, além de perfumar delicadamente o sabão líquido. Eu e meu marido Gil Gosch – acunputurista e massoterapeuta – somos adeptos incondicionais da Aromaterapia.

No nosso sabão líquido costumo usar os óleos essenciais de limão siciliano ou de bergamota. Ambos são anti-virais. Os óleos cítricos sempre são bem-vindos quando o assunto é limpeza. Outros que funcionam muito bem são capim-limão, alecrim, eucalipto e laranja-doce.

Óleos essenciais são produtos nobres – são a quintessência das plantas – e por isso bem caros. Vinte gotas é mais que suficiente para surtir o efeito desejado no nosso sabão líquido.

Se você nâo sabe a diferença entre óleos essenciais e essências, ou quer saber mais sobre a Aromaterapia, sugiro a leitura do ebook Dicas de Aromaterapia que a empresa Terraflor disponibiliza gratuitamente. Tenho certeza que você vai se encantar com toda a beleza e possibilidades da Aromaterapia.

O dinheiro anda meio curto? Experimente perfumar suavemente seu sabão líquido, colocando saquinhos de chá de ervas bem cheirosas junto com a água que será colocada para ferver. Só lembre de tirá-los antes de adicionar ou outros ingredientes. Chás de alecrim, lavanda, capim-limão, hortelã e camomila – as mesmas plantas usadas na Aromaterapia – são bem perfumados e devem funcionar muito bem.



🌈 Vantagens é o que não faltam


Além do respeito – e da satisfação pessoal – por proteger nossos rios, o ambiente, nossas casas, famílias e muitas outras pessoas, usar o sabão líquido natural tem ainda mais vantagens:

• Por ser uma receita muito suave, sem aditivos químicos, nosso sabão líquido natural não agride a pele, podendo ser usado até sem luvas. Nossas mãos agradecem!

• Esta receita pode ser feita sem nenhuma fragância, por isso é ótima para quem tem algum tipo de alergia a cheiros ou problemas respiratórios em geral.

• Economiza espaço na sua lavanderia – que delícia ter só um produto para toda a limpeza! – e economiza dinheiro também – seus ingredientes são bem baratos!





O primeiro passo do tingimento natural é a limpeza



Todo o processo de tingimento natural começa com a limpeza adequada dos tecidos ou fibras. Mesmo tecidos novos devem ser lavados. As fibras devem estar bem limpas para receber a tintura por completo e de maneira uniforme. Esta etapa importantíssima não pode ser pulada e será matéria de uma postagem especial.

Se este é seu primeiro contato com o tingimento natural, vale a pena ler as outras postagens do blog. Em Plantas que Tingem - Macela, por exemplo, explico melhor alguns pontos importantes do processo de tingir com plantas como o uso de mordentes e os tipos de tecidos adequados.


Aproveite para acompanhar o blog, se cadastrando na minha lista de e-mails, para ficar sempre por dentro das últimas postagens.

Espero que esta postagem possa ajudar você a começar a produzir seu próprio sabão líquido natural. Se cada pessoa puder fazer um pouquinho, juntos podemos criar um mundo melhor. Divirta-se!




Conheça os produtos da loja online tingidos a mão com plantas e ervas:




Créditos


Fotografias de Gil Gosch exceto as indicadas na imagem.



Sites


Notícias UOL


Fotos Públicas


Cultura Mix


Superinteressante



Bibliografia


DEAN, Jenny. Colours from nature: a dyer's handbook. Reino Unido: Serch Press, 2009. 102p.


KAWAKAMI, Hisako. Tintura vegetal. São Paulo.


MARRONE, Luciana. Tintes naturales: técnicas ancestrales en un mundo moderno. Buenos Aires: Editorial Dunkan, 2015. 207 p.



femasca@gmail.com       

 

+55 11 99318-3072

São Paulo, SP, Brasil

  • Grey Instagram Icon
  • Grey Facebook Icon

Copyright 2017 Fernanda Mascarenhas.

Fotos do site de Gil Gosch, exceto as indicadas.